Translate

1 de mar de 2016

Climax - Chuck Palahniuk

A leitura "Kindle" desse mês foi um livro de Chuck Palahniuk, autor do aclamado livro "Clube da Luta" 


O livro narra a história da comum e confusa Penny e de seu encontro com o bilionário e e extremamente reservado Max, maldosamente apelidado pelos jornais de CliMax. Seduzida, e levada a uma jornada de orgasmos infinitos, Penny desconfia que sua relação com o misterioso homem é tudo menos um relacionamento amoroso. Em pouco tempo Penny tem a confirmação de que ela era apenas mais uma das cobaias de Max, um ratinho de laboratório em quem ele testava suas criações para garantir o sucesso de sua nova linha de apetrechos sexuais. Rejeitada, e posta para fora da vida do Bilionário, Penny então começa a descobrir a verdadeira natureza maléfica dos produtos que ajudou a construir, e que agora podem tornar as mulheres do mundo escravas do desejo de CliMax.


" As mulheres são os novos donos do mundo, mas agora eu sou o mestre das mulheres."


Essa não foi uma leitura muito agradável, e na verdade em alguns momentos eu me senti bastante incomodada. É um livro cheio de cenas de caráter sexual, apresentadas de maneira semelhante a um livro de Mommy Porn, assim como permeado de pensamentos clichês sobre o feminismo e  a liberdade sexual.Essa narrativa, apresentadas dessa forma, incomoda e muito, mas é absolutamente justificável quando se compreende a proposta do livro.

Se você se propor a lê-lo, deve ao menos passar dos 50% antes de dizer que não gostou ou que não o entendeu, pois só quando Penny é posta para fora da casa do vilão e começa a realizar suas pesquisas, que a proposta do livro começa a se fazer entender.

Eu não compreendi o livro como sendo uma critica ao feminismo como muitos o descrevem, eu o vi mais como uma critica ao consumismo e ao capitalismo desenfreado, a eterna guerra entre os sexos, e a maneira como as grandes empresas se aproveitam desses problemas sociais para lucrar e escravizar a população.

Acho que esse livro pode ser deExibindo 20160301_165810.jpgfinido como diferente. Ele é um livro muito diferente de Clube da Luta, então se você esta pensando em ler somente por que gostou da obra-prima do escritor, deixe quieto e busque outros livros do autor, eles tem em comum apenas a forma agressiva de apresentação, mas de resto são completamente diferentes.
Esse também é um livro muito diferente de outros livros, justamente por ter sido escrito para causar essa sensação de repulsa e estranhamento, por pretender chocar para passar uma ideia.

É interessante como alguns livros nos agradam muitas vezes, mas logo são esquecidos ou lembrados apenas vagamente. Esse não é, para mim, um desses livos. Enquanto o lia não vi nele nada de mais, só que agora após concluída a leitura sei que vai se passar muito tempo antes que eu possa esquece-lo, acho que isso é o que faz um grande livro.

Essa foi a minha leitura de e-book do mês de fevereiro : um livro ácido, construído em volta de muitos clichês, justamente para destacar a critica elaborada pelo autor a reprodução impensada de filosofias e adoção de culturas de massa. Indico a leitura, mas espero que as pessoas não julguem o autor somente por essa obra, seria bacana começar por outros livros dele.

2 comentários:

  1. Ainda não conhecia esse livro, só ouvi falar e muito do Clube da Luta. apesar de não ter lido :)
    Adorei sua resenha e até fiquei com vontade de ler esse livro também. ótimo final de semana
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E um livro meio indigesto, mas ainda assim muito bem escrito, não se assuste com o começo tá, depois explica direito. Recomendo fortemente Clube da Luta é muito bom.

      Obrigada pela visita.

      Bjss

      Bibbi

      Excluir